• Larissa Shanti

Sobre as Músicas

Depois de uma caminhada longa de auto desenvolvimento, trabalhando a vergonha, a auto sabotagem, o sentimento de insuficiência, finalmente eu me liberto, acolho tudo isso em meu coração e me permito ser eu mesma. Não foi fácil o aprendizado de amar a mim mesma e me permitir ser muito mais do que um limite dado pelo julgamento interno. Porém, caminho. Depois de muitos empurrões me permito dar um passo para frente e divulgar as musicas que são parte de mim, que falam de mim, aquilo que ando conquistando, aquilo que desejo para o mundo. Compartilho uma das minhas conquistas e liberto ela para ser muito mais que minha, ser de um todo, ser de cada um que a ouve. E que essas musicas que tanto me ajudaram e me ensinaram se tornem parte de cada um que as ouça, pois desejo para o mundo mais amor, mais positividade, mais empatia, mais autenticidade. Foi um passo para mim, agora desejo que isso se torne muito mais. Divulgo então meu primeiro álbum LIBERDADE DO SER, e faço dele minha liberdade.


Quando as pessoas me perguntam o que me inspirou ao escrever as músicas, por um momento fico em dúvida. Por um momento não sei o que responder. Foi uma composição de vivências que aconteceram na minha vida, que me fizeram dar mais valor para os detalhes. Dar mais valor não apenas para aquilo que tenho, mas para aquilo que faz parte de um todo, de um ciclo, para aquilo que formam os seres, que formam os detalhes de cada um. Então surge uma das respostas, os olhos. Perdido no meio do olhar existe, uma beleza única, pois ali, bem no meio das linhas que desenham as cores dos olhos, existe um infinito céu particular. Um céu repleto de mistérios e sonhos. Ali naquele céu escuro, negro, brilha as luzes das conquistas e perdas. Um dando lugar a outro criando milhares de novas estrelas em um céu interno, misterioso aos olhos dos que pouco conhecem da sua profundidade. E mesmo no corpo a delicadeza, ou a força, nos olhos o brilho puro e autentico de vida. Carregando a beleza que não esta implícita na imagem que vemos do mundo. Ali reside uma beleza sábia, a beleza que compõem o interior de cada coisa, longe da compreensão, mas apenas por um momento os olhos deixam escapar essa beleza desse céu interno. E, apenas por um momento, tento me conectar dentro, com esse universo infinito, e retratar a beleza escondida no interior de cada coisa que forma esse todo em palavras, no som da música.



0 visualização

© Criado por Larissa Shanti

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Spotify
  • Preto Ícone Pinterest
  • Preto Ícone Deezer
  • Preto Ícone iTunes